Saiba como usar a previdência para planejar o futuro do seu filho

Saiba como usar a previdência para planejar o futuro do seu filho

A previdência complementar pode ser uma boa alternativa de investimento para famílias que têm planos para o futuro educacional dos filhos, netos ou sobrinhos. Com planos específicos para menores, as instituições permitem colocar o jovem como beneficiário ou titular e atraem investidores principalmente com as vantagens tributárias da previdência no longo prazo.

“Caso os filhos sejam pequenos, o casal tem tempo para se planejar e poupar recursos que, no montante podem ficar bastante expressivos e dar sustentação a uma fase que demanda muito gasto, especialmente se lá na frente a faculdade for particular”, diz o educador e consultor financeiro Philip Souza.

Quanto antes a família der início ao aporte, mais poderá se beneficiar do plano de previdência, sempre indicado para médio e longo prazo, devido ao acúmulo de juros sobre juros. No entanto, é preciso avaliar algumas questões antes de eleger o investimento. É preciso ter um objetivo claro com relação ao prazo de aplicação, já que mexer no dinheiro antes do previsto pode acarretar uma perda significativa no rendimento.

“O ideal é fazer uma simulação pensando na idade do filho, em quanto se pode aplicar por mês, quanto vai custar a educação superior, intercâmbio ou outro projeto, e em quanto tempo ele precisará do valor. Não adianta botar na previdência e não olhar o rendimento e a taxa de administração”, diz Myrian Lund, planejadora financeira e professora da FGV.

Simulações de investimento
Os exemplos abaixo mostram que, com disciplina, é possível acumular a quantia necessária para alguns projetos relacionados a estudos, com aplicação mensal de valores baixos durante 18 anos:

  • Curso técnico no valor de R$ 5 mil: depósito de aproximadamente R$ 25 por mês, ainda podendo ter uma boa sobra para viabilizar outros projetos.
  • Curso superior no valor de R$ 30 mil: depósito mensal de R$ 78. Se o curso for numa escola um pouco melhor, o valor mensal deve ser por volta de R$ 118.
  • MBA no valor de R$ 10 mil: aportes mensais no valor de R$ 26
  • Intercâmbio nos Estados Unidos no valor de R$ 17 mil: R$ 45
  • Pós-graduação, também nos EUA, no valor de R$ 110 mil: depósitos mensais de aproximadamente R$ 288.

Acompanhamento

Mesmo sendo um investimento de longo prazo, a previdência exige acompanhamento constante, principalmente em caso de mudança do cenário econômico do país, ou mesmo alteração das condições financeiras da família. Segundo o especialista em planejamento financeiro Janser Rojo, o ideal é que se acompanhe a cada três meses ou no caso de grandes mudanças. “Não adianta achar que vai deixar 18 anos lá e só olhar depois. A dica é colocar o filho como participante, para que acompanhe junto o dinheiro que será dele e aos poucos entenda a responsabilidade. É uma maneira de educação financeira.

Caso o cenário mude e outra opção de investimento se torne mais atrativa, a previdência tem a vantagem da portabilidade. Neste caso, é preciso que a aplicação esteja no nome do responsável.

Fonte: Gazeta do Povo