Oito dicas para realizar um uso consciente do cartão de crédito

Oito dicas para realizar um uso consciente do cartão de crédito

Características como a possibilidade de parcelar compras, participar de programas de recompensa e realizar negócios no comércio on-line são só apenas alguns dos inúmeros benefícios que o cartão de crédito oferece. As vantagens são muitas, porém, não é novidade que o mal uso desse recurso pode gerar desequilíbrio nas contas pessoais. O Banco de Brasília – BRB faz um alerta sobre a utilização consciente dessa solução para se manter uma vida financeira saudável e evitar os riscos de eventuais descontroles.

“A dica primordial é não fazer do cartão uma operação de crédito. O comportamento imediatista dos consumidores tende a ignorar os valores de custos secundários de uma compra, como a multa paga por atrasos no pagamento da fatura ou os juros cobrados pelo uso do rotativo”, explica Dario Garcia, diretor de rede e canais do BRB.

Quando bem empregado, o cartão de crédito pode ser uma solução de controle financeiro que pode ser usado para concentrar os gastos do mês em uma só conta, possibilitando uma melhor gestão das compras, já que a fatura vem bem detalhada. O recurso também possibilita a aquisição de um bem mais caro, adiando o pagamento para a data em que há recurso suficiente para a aquisição.

“O uso consciente do cartão permite ao usuário programar melhor sua compra, considerando, principalmente, seu orçamento mensal. A regra é simples: gastar o que efetivamente você conseguir e pagar à vista, sem usar o rotativo ou o parcelado com juros”, afirma Garcia.

De acordo com o levantamento da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), o volume de compras realizadas com cartões no Brasil aumentou 17% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando R$ 416 bilhões. Ainda segundo o estudo, a projeção é de uma participação recorde de 40% em relação ao volume do consumo das famílias brasileiras para esse 4º trimestre de 2019.

Veja oito dicas para o uso consciente do cartão de crédito:

1 – Não o utilize como um segundo salário ou complemento de renda;

2 – Em caso de compras parceladas, lembre-se que aquele valor já está comprometido;

3 – Procure pagar o valor integral da fatura na data de vencimento, deixando o pagamento mínimo para casos de emergência;

4 – Fique atento às compras que, em um primeiro momento, parecem pequenas, mas que colaboram para um valor alto da fatura;

5 – Controle suas receitas e despesas (orçamento);

6 – Analise o andamento do controle financeiro semanalmente;

7 – Estabeleça um limite real de despesas e siga essa meta;

8 – Potencialize os ganhos com investimentos.

Fonte: Metrópoles