Ocitocina, Qualidade de Vida e Saúde

Ocitocina, Qualidade de Vida e Saúde

O nome pode não ser muito familiar e até um pouco estranho, mas talvez seja mais popular quando tratado por “hormônio do amor”. Assim é conhecido por produzir efeito calmante, por atuar no apego materno, na redução da ansiedade e da depressão, na melhoria das interações sociais, no humor, além de reduzir a agressividade nos homens, tornando-os mais agradáveis, afáveis, simpáticos etc. Este hormônio é produzido naturalmente em nosso cérebro.

Assim, está revelada mais uma opção para as pessoas buscarem uma forma de vida mais saudável, com qualidade e boa energia, lembrando que optar por outro modo de viver poderá significar a escolha pelo estresse, tristeza, desesperança, cansaço físico e mental, enfim, patologias diversas e associadas.

O interessante é saber que, para usufruir dessas vantagens, não é preciso qualquer esforço sobrenatural, mas, minimamente, investir no contato físico, por meio da prática de distribuir alguns abraços diários e externar afeto às pessoas.

Em 2007, pesquisadores apresentaram na Society for Neuroscience (EUA), uma experiência feita com ratos em que quando os animais eram separados de seus irmãos, passavam a exibir sinais de ansiedade, depressão e estresse, mas ao receberem doses de ocitocina tais sintomas diminuíam.

Uma outra maneira de investir no aumento da produção desse tal “hormônio do amor” consiste na atitude de praticar boas ações, dar atenção a outra pessoa, ser generoso, fazendo oração, meditação, massagem, atividade física, enfim praticando alguma atividade que proporcione prazer, bem-estar e sentimento de felicidade, pois quanto menos tenso e mais tranquilo e seguro estiver o ambiente, maior será o volume de ocitocina.

Portanto, a receita é ter atitudes que inspirem confiança, gratidão e honestidade nas relações, fazer uma alimentação equilibrada e saudável com muitos legumes, verduras e frutas, por fim, ter bons pensamentos e desejar o bem para as pessoas, assim os “Eus Psicológico, Social, Biológico e Espiritual” estarão plenos e equilibrados para uma boa Qualidade de Vida e Saúde.

Fonte: Folha da Região