Depressão: conheça o melhor exercício para aliviar sintomas

Depressão: conheça o melhor exercício para aliviar sintomas

A depressão é uma das doenças que mais acomete a população nos dias atuais, de qualquer idade, e assola a todos com sua causa ainda não esclarecida. Sabe-se que ela pode ter cura, porém não existe uma fórmula, mas alternativas para modificar esse quadro que atormenta milhares de pessoas. O tempo necessário para cada um pode ser diferente, devido às diversas nuances da doença. Em todo caso, o recomendado é sempre buscar auxílio médico.

Para atenuar os sintomas e afastar a tristeza, um artigo publicado na revista JAMA Psychiatry afirma que o treino de resistência é capaz de mudar não só o corpo, mas a mente também. É que o treino pode aliviar os sintomas da depressão, segundo o estudo. Essa modalidade de treinamento (levantamento de peso e treino de força) é associada a uma expressiva redução dos sintomas depressivos, além de prevenir outras doenças crônicas e fortalecer ossos e músculos.

O pesquisador da Universidade de Limerick, na Irlanda, Brett Gordon, revela que as descobertas são importantes, já que os exercícios podem ser elaborados no ambiente em que se sentem mais confortáveis: a própria casa. O autor do estudo aponta que é precoce dizer que os exercícios de força podem curar a depressão, mas considera que eles podem ser funcionais e efetivos, tanto quanto os principais tratamentos com antidepressivos e até terapia.

Diante dessa avaliação feita pelos pesquisadores, os benefícios trazidos para a saúde mental podem ser provenientes de variadas sequências de exercícios, não se restringindo a uma determinada modalidade, mas é importante que tenham duração de até 45 minutos para ter eficiência.

Conheça as diretrizes para a prática de atividades, segundo o pesquisador Gordon:

1. os treinamentos de força devem ser feitos pelo menos dois dias por semana;

2. os exercícios devem conter de oito a dez tipos de movimento de fortalecimento de resistência, com oito a doze repetições de cada um deles.

Atividade física aliada da saúde mental

É cientificamente comprovado que, além dos treinos que exigem resistência, há evidências que mostram que todas as atividades físicas podem melhorar os sintomas da depressão. As mais procuradas nas academias são: ioga, ginástica aeróbica e exercícios que estimulem a frequência cardíaca, como a corrida, o ciclismo e a natação.

Além de a atividade física proporcionar uma melhora no convívio social e fazer com que se tenha uma boa distração, ela é capaz de liberar hormônios que alteram o humor e trazem a sensação de bem-estar, como a endorfina e a serotonina.

A prática de esportes, mesmo que seja de curta duração, pode reduzir os impactos da depressão no organismo, bem como aliviar dores. Bastam 15 a 30 minutos de exercícios em dias alternados para sentir os efeitos positivos.

Para começar, que tal fazer uma caminhada?

A caminhada é um exercício aeróbico que é liberado para quase todo mundo. Bastar calçar tênis confortáveis, sair de casa e caminhar sem pressa.

Inicie pondo um pé na frente do outro – você já vai se sentir melhor. O mais importante é tentar sair de casa, respirar fundo ao ar livre e buscar a alegria em pequenas coisas. Lembre-se tudo depende de você.